Projetos

Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa

1º encontro de Atingidos pelos megaeventos e megaprojetos da Articulação nacional dos Comitês Populares da Copa e Olimpíadas: participação popular e democrática contra a violação de direitos.

São Paulo

Objetivos e público alvo

O objetivo desse projeto é criar condições para que se realize o 1º Encontro dos Atingidos pelos Megaeventos e Megaprojetos no Brasil, que deverá congregar diferentes grupos e coletivos como trabalhadores (as) informais, pessoas em situação de rua que tiveram seus direitos humanos violados pela Copa do Mundo, Copa das Confederações e Jogos Olímpicos.  Será também construído um Plano de Justiça, Reparação e Prevenção que deverá ser apresentado ao poder público e a toda a sociedade civil preocupada com o impacto dos megaeventos no Brasil e no mundo.

Atividades principais

  • Articulação e mobilização – planejamento, organização, articulação e divulgação do evento.
  • Realização do 1º Encontro dos Atingidos por Megaeventos e Megaprojetos – a ser realizado em Belo Horizonte (MG) de 1º a 3 de maio.
  • Apresentação e entrega do Plano Popular de justiça, reparação e prevenção da violação de direitos humanos nos diferentes níveis da federação: municipal, nacional e estadual e a organismos internacionais.

Contexto

Desde o fim de 2007, o Brasil se prepara para sediar eventos como a Copa das Confederações (2013); Copa do Mundo (2014), e os Jogos Olímpicos (2016). As inúmeras exigências relacionadas à infraestrutura necessária para abrigar um evento de tamanha envergadura demandaram medidas que, agravadas pelo pouco prazo, trouxeram consequências graves à população, sobretudo de baixa renda. No nível municipal, a realização dos megaeventos provocou o crescimento da especulação imobiliária, ações de higienização e violência, o aumento da vulnerabilidade de crianças e adolescentes sujeitas ao mercado da exploração sexual, entre outros fatores constatados pela ONU, pela ANCOP e por outras organizações de países que sediaram megaeventos esportivos. Estima-se que cerca de quinhentas mil pessoas serão negativamente afetadas direta e/ou indiretamente em sua moradia, seu trabalho, sua dignidade, sua liberdade de ir e vir, e seu direito de acesso à justiça.

Sobre a organização

A Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa – ANCOP – tem a missão de articular movimentos sociais, organizações da sociedade civil e comunidades de atingidos pelos megaeventos, para atuar no processo de resistência, denúncia e reparação das violações de direitos humanos que ocorrem no Brasil em decorrência da realização da Copa do Mundo, da Copa das Confederações (FIFA) e dos Jogos Olímpicos.

Parcerias

A Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa é uma rede que integra os Comitês Populares da Copa de todas as cidades que serão sede do evento, além de movimentos sociais, ONGs, grupos de atingidos, programas de pesquisa e extensão universitária que participam do processo de resistência, denúncia e reparação das violações de direitos humanos que ocorrem no Brasil em decorrência da realização dos megaeventos.

Resultados

O projeto possibilitou o resgate do espaço de livre debate de ideias, compartilhamento de saberes e experiências, de deliberação política sobre fatos consideramos relevantes para as cidades e para o país no contexto do megaevento esportivo. Outros resultados são o aprimoramento da organização popular, a identidade de atingidos/as, a resistência, e a identidade na luta, fundamentais para a construção de uma agenda de luta que vai para além da Copa. O “1º Encontro dos Atingidos – Quem perde com os Megaeventos e os Megaempreendimentos”, contou com uma programação intensa e teve como um dos resultados a divulgação da carta “Que um grito de gol não abafe a nossa história.”

Linha de Apoio

Megaeventos Esportivos (2014)

Ano

2014

Valor doado

R$ 30 mil

Duração

5 meses

Temática principal

Direito a cidades justas e sustentáveis

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais