Projetos

Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Paraná

Dar visibilidade à violência, rompendo com o silêncio, na perspectiva da construção de novas relações de gênero e de classe

Paraná

Objetivos e público alvo

O projeto teve foco na organização de mulheres trabalhadoras rurais em São Mateus do Sul, no Paraná, oferecendo-lhes formação política para que pudessem denunciar a violência doméstica e buscar a punição legal dos agressores, especialmente nos casos de agressões psicológicas, e não apenas físicas. Aprofundar a discussão sobre valores e imposições culturalmente herdadas e repassadas de mãe a filha, sob a abordagem de que valores podem e devem ser mudados, foi a orientação do projeto.

Atividades principais

  • Fomentar organização de base das trabalhadoras rurais
  • Realizar debates e seminários
  • Promover oficinas sobre cultivo e preservação

Contexto

A organização vem trabalhando em temas relacionados aos direitos humanos das mulheres trabalhadoras rurais, tais como busca pelo direito de acesso à saúde pública; campanha permanente pela documentação da trabalhadora e do trabalhador rural; projeto Agricultura Camponesa na Ótica Feminista, nos eixos ambiental, trabalho, relações sociais, políticas públicas, cultura camponesa e feminista, e valorização e participação das mulheres.

Sobre a organização

A AMTR tem como missão a libertação das trabalhadoras contra qualquer tipo de opressão e discriminação. Isso se concretiza nas lutas, na organização, na formação e na implementação de experiências de resistência popular, onde camponesas, feministas e revolucionárias sejam protagonistas de suas histórias.

Além disso, o grupo faz trabalho de base com foco no resgate dos quintais que produzem verduras, legumes, flores, plantas medicinais, para que as famílias gastem menos com alimentação e remédios. Também há um trabalho com mulheres e suas famílias para a recuperação e preservação das fontes de água.

Resultados

Em um contexto social e de produção fortemente atravessado pelo machismo patriarcal, as organizadoras do projeto conseguiram a adesão de mulheres camponesas para rodas de conversa sobre direito à saúde pública e combate à violência doméstica. Também foram discutidos princípios de agricultura camponesa sob uma ótica feminista, de participação das mulheres e resgate dos quintais. Foram criados grupos permanentes nas comunidades rurais para incentivar e auxiliar na recuperação e preservação de fontes de água.

Linha de Apoio

Edital Anual

Ano

2010

Valor doado

R$ 24.968,00

Duração

12 meses

Temática principal

Direitos das mulheres

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais