Projetos

Instituto Vladimir Herzog

11º Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão

São Paulo

Objetivos e público alvo

Mobilizar estudantes de jornalismo de escolas de comunicação de todo o território nacional para a produção de pautas sobre a defesa dos Direitos Humanos no que tange a temas caros para a área, tais como Violência, Racismo, Igualdade de Gênero, Liberdade de Expressão, Justiça Social, Ética e Democracia. O projeto é destinado a estudantes de graduação em Jornalismo em todo o país, bem como a professores que, durante o processo, atuam como orientadores dos projetos de pauta e da produção dos produtos jornalísticos finais.

Atividades principais

  • Produzir conteúdo jornalístico, formativo e informativo sobre a “exploração do trabalho infantil na indústria da moda”, para que esse cabedal possa servir de mecanismo para embasar iniciativas concretas de enfrentamento de tal mazela social;
  • Colaborar na formação de uma nova geração de profissionais da imprensa e da comunicação comprometidos com os desafios políticos e sociais de um país como o Brasil, em pleno século XXI;
  • Exercitar a prática da reportagem;
  • Experimentar o passo a passo de todo o processo de construção de uma matéria jornalística; 
  • Vivenciar e valorizar o trabalho em equipe; 
  • Participar de avaliação conjunta do processo de trabalho; 
  • Experimentar a conquista de ver o material publicado e acessível aos vários públicos interessados.

Contexto

Na 11ª edição do Prêmio Jovem Jornalista foi proposto aos estudantes que elaborem pautas e produtos jornalísticos sobre o tema “A face humana dos movimentos imigratórios e de refúgio e seus reflexos na sociedade brasileira”. Terão destaque temáticas ligadas ao trabalho precário na indústria da moda. A escolha foi fundamentada no fato de que, de acordo com informações do Fundo Brasil, nosso país é hoje “um dos maiores produtores têxteis e de confecção do mundo e conta com uma estrutura fragmentada entre fábricas e oficinas de costura: 98% do setor de confecção de vestuário é formado por pequenas e microempresas, que se valem de oficinas de costura com baixa densidade tecnológica e mão de obra pouco qualificada, muitas vezes, informal.” O Instituto entende e reconhece que o PJJ, atuando a partir do enlace entre comunicação, educação e formação, faz a diferença quando o objetivo é trabalhar na construção de uma nova geração de profissionais comprometidos com a defesa dos Direitos Humanos. Visto que a maioria dos estudantes de jornalismo saem das faculdades com o diploma, mas sem requisitos básicos e imprescindíveis para a prática do bom jornalismo, que atende ao interesse público em suas questões mais profundas.

Sobre a organização

O Instituto Vladimir Herzog, criado em 2009 para celebrar a vida de Vladimir Herzog – também conhecido como Vlado – baseia sua visão na trajetória do jornalista, assassinado pela ditadura que dominou o Brasil entre 1964 e 1985. Com sede em São Paulo (SP), é uma instituição sem fins lucrativos, certificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) pelo Ministério da Justiça. Ao longo dos últimos quase dez anos, realiza atividades voltadas a diferentes áreas dos direitos humanos, como projetos educacionais que formam valores de respeito à diversidade nos indivíduos desde os seus primeiros anos de vida, ações culturais que resgatam e preservam a história recente do Brasil, entre tantas outras.

Linha de Apoio

Combatendo o Trabalho Infantil na Indústria da Moda

Ano

2018

Valor doado

R$ 39 mil

Duração

8 meses

Temática principal

Direitos de crianças e adolescentes

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais