Blog

Povos Indígenas Atualmente - Fundo Brasil

Povos indígenas atualmente: quebre estereótipos

Em grande parte das vezes, nos referimos aos povos indígenas genericamente como índios, pois o senso comum, produzido pelo imaginário popular e a falta de conhecimento, leva-nos a resumir diversos povos e diferentes culturas indígenas a uma só figura. No entanto, isso pode gerar um distanciamento da realidade dos povos indígenas atualmente, que hoje lutam por diferentes causas, em diferentes cenários.

Para te ajudar a eliminar os principais estigmas sobre os povos indígenas, desenvolvemos esse artigo com alguns fatos. Acompanhe: 

Quantos povos indígenas há atualmente no Brasil?

Segundo o último Censo, realizado pelo IBGE em 2010, há 817.963 indígenas, representando 305 diferentes etnias. Foram registradas, ainda, 274 línguas indígenas. O que representa uma riqueza cultural ainda pouco conhecida. Desses mais de 800 mil indígenas, 502.783 vivem na zona rural. 315.180 habitam as zonas urbanas brasileiras. 

Este Censo revelou que em todos os Estados da Federação, inclusive do Distrito Federal, há populações indígenas. A Funai também registra 69 referências de indígenas ainda não contatados. Além de existirem grupos que estão requerendo o reconhecimento de sua condição indígena junto ao órgão federal indigenista.

Com relação às 274 línguas faladas, o censo demonstrou que cerca de 17,5% da população indígena não fala a língua portuguesa.

Esta população, em sua grande maioria, vem enfrentando uma acelerada e complexa transformação social. Vivem em busca de novas respostas para a sua sobrevivência física e cultural e garantir às próximas gerações melhor qualidade de vida.

Povos Indígenas Atualmente

Foto: Mídia Ninja



Qual é o tipo de vestimenta dos povos indígenas atualmente? 

É muito comum que se imagine os indígenas usando vestes trabalhadas em penas, folhas e outros elementos naturais. Mais uma vez o imaginário popular limita a percepção.

De modo geral, os povos indígenas atualmente se vestem como os não indígenas, de acordo com o clima. O estilo da vestimenta depende de a pessoa indígena habitar área rural ou urbana.

Em tempos festivos ou cerimônias, é comum que os povos indígenas, de acordo com sua própria cultura, usem trajes e adornos característicos de sua ampla variedade cultural e histórica. 

Onde os povos indígenas residem?

Assim como nas vestimentas, há uma distorção sobre a forma de moradia dos povos indígenas atualmente no Brasil. É comum pensar que os indígenas vivam em ocas feitas de madeira e cipó. Mas, de acordo com o último censo do IBGE, apenas 12,6% dos domicílios são do tipo “oca” ou ”maloca”. No restante, predominam as casas. 

No âmbito do Censo 2010, 505 Terras Indígenas foram reconhecidas e correspondiam a 12,5% do território brasileiro (106.739.926 hectares), com significativa concentração na Amazônia Legal.

Foram consideradas “Terras Indígenas” as que estavam em uma de quatro situações: declaradas (com Portaria Declaratória e aguardando demarcação); homologadas (já demarcadas com limites homologados); regularizadas (que, após a homologação, foram registradas em cartório); e as reservas indígenas (terras doadas por terceiros, adquiridas ou desapropriadas pela União). 

Mas não se quantifica as Terras Indígenas por direito, determinadas pela Constituição de 1988. Sobre essa questão, a Constituição diz que:

  • A União deve protegê-las e respeitar todos os seus bens; 
  • Os povos indígenas têm o direito de suas atividades produtivas, culturais, seguindo seus usos, costumes e tradições; 
  • As terras pertencentes aos indígenas são permanentemente deles, podendo exercer o usufruto das riquezas minerais, solo, rios e lagos; 
  • Para utilizar os recursos hídricos e minerais das Terras Indígenas é preciso da autorização do Congresso Nacional;
  • Os povos indígenas não podem ser retirados de suas terras. Abre-se exceção em casos de epidemias e catástrofes naturais.

Muitos desses direitos são diariamente violados. Inúmeros indígenas têm sido mortos em disputas por terras e invasões de grileiros e garimpeiros em seus territórios. Só de 2019 até agora, em 2021, houve um aumento de 23% no número de conflitos no campo. Além de um crescimento de 14% no número de assassinatos em virtude de invasões às terras, segundo Comissão Pastoral da Terra

Um levantamento realizado pelo Greenpeace e pelo Conselho Missionário Indigenista revela que loteamentos ilegais já invadem 20 Terras Indígenas. Entre esses loteamentos estão garimpeiros e empresas de minério.

Povos Indígenas Atualmente - Fundo Brasil

Foto: Mídia Ninja

 

O modo de vida atual dos povos indígenas

Quando comparados aos não indígenas, os povos indígenas apresentam características comuns. No entanto, quando vistos de perto, nota-se além das semelhanças, muitas diferenças.

Variam as culturas, as línguas, as formas de organização social e política, os rituais, as cosmologias, os mitos, as formas de expressão artística, as maneiras de se relacionar com o ambiente em que vivem etc.

Cada povo possui diferentes formas de organização social, política e econômica e também de relacionar-se com outros povos e com o mundo exterior. Mas podem existir semelhanças e aproximações entre os povos indígenas.

No entanto, identidade e pertencimento étnico não são conceitos estáticos, mas processos dinâmicos de construção individual e social. Portanto não é tarefa do Estado ou instituições reconhecerem quem é ou não indígena, mas garantir que sejam respeitados os processos individuais e sociais de construção e formação de identidades étnicas. 

Ainda assim, é comum que se use a Convenção 169 da OIT sobre Povos Indígenas e Tribais, como é feito pela FUNAI, por exemplo. A Convenção foi promulgada integralmente no Brasil pelo Decreto Nº 10.088, DE 5 de novembro de 2019, e no Estatuto do Índio (Lei 6.001/73).

Os indígenas, em geral, têm uma relação de conexão direta com a natureza e não se enxergam como uma parte separada dela. Essa conexão é completamente diferente da relação que o não indígena tem com o natural. 

Muitos indígenas ainda vivem do que produzem e do que conseguem extrair da natureza. Alguns víveres, como mandioca e milho, são cultivados em pequenas roças. A caça e pesca também são importantes práticas no sustento desses grupos, embora existam determinados povos que não se alimentam de carne vermelha, por exemplo.

Atualmente, entre as maiores etnias indígenas do Brasil, estão as seguintes: Guarani, Ticuna, Kaingang, Macuxi, Guajajara, Yanomami, entre outras.

Gostou de saber mais sobre os povos indígenas brasileiros? Se aprofundar na realidade e na história dos povos indígenas é essencial para quebrar estigmas e preconceitos. Se você entende o quão necessário é apoiar os povos indígenas na luta por direitos básicos, respeito e uma vida sem limitações impostas pelo preconceito, apoiar o Fundo Brasil é o caminho. 

Isso porque, todos os projetos que contam com nosso apoio são coordenados pelos próprios indígenas. Você pode conhecer mais sobre os povos indígenas e projetos que apoiam suas lutas no nosso site, além de fazer parte, apoiando-os junto com a gente

Ajude a transformar o país!
Apoie o nosso trabalho!

DOE AGORA